A-B-C-Disney: Disney Vacation Club

Esse é o início de uma nova coluna aqui no blog, nela eu falarei um pouco de alguns nomes/lugares/palavras recorrentes nas nossas postagens, mas que nem todo mundo entende o significado, então será ótimo compartilhar o conhecimento, com o objetivo de você ter todas as ferramentas para decidir a sua próxima viagem Disney. O primeiro tema dessa coluna será o Disney Vacation Club.

Imagem: Disney

O que é o Disney Vacation Club (DVC)?

O Disney Vacation Club, ou DVC para os mais íntimos, nada mais é do que o programa de time-share da Disney (mas você dificilmente verá eles usando essa nomenclatura). Através dele você pode comprar um “pedaço” da Disney. Porém, ao contrário de outros programas de time-share a Disney não vende semanas do calendário para os proprietários usarem os hotéis DVC, a Disney vende pontos.

O DVC nasceu em 1991 com a inauguração do Disney Vacation Club Resort (hoje conhecido como Disney’s Old Key West) e hoje conta com um estimado de mais de 22 mil membros em 16 hotéis, sendo 13 no Walt Disney World Resort.

Imagem: DVC fan

O que é time-share?

Time-share é um título imobiliário (assim como uma casa ou apartamento), mas de uso dividido entre os proprietários. Dessa forma os custos de construção e manutenção são também compartilhados de acordo com o tamanho do seu pedaço do todo. Pense assim, você quer comprar uma casa na praia, mas não tem dinheiro pra fazer isso e/ou não vai usar essa casa o ano inteiro, então você junta algumas pessoas e compra essa casa em grupo, dando a cada um dos proprietários datas pré-determinadas de uso.

Por que a Disney não gosta do termo time-share para o DVC?

Time-shares pipocaram no mundo todo e viraram sinônimos de cilada. Vendedores abordando visitantes durante suas férias, oferecendo uma maneira mágica de economia a longo prazo, sempre com muito álcool envolvido na apresentação. As pessoas acabam comprando esses títulos imobiliários e se arrependendo porque elas não querem passar o resto da vida viajando para o mesmo lugar, o mercado começa a ter milhares de pessoas tentando revender suas time-shares, resultando na queda brusca do preço. Ou seja, prejuizo.

Por que time-shares existem?

O custo de construção de um hotel é gigantesco e antes era comum as próprias redes hoteleiras construírem seus hotéis, então elas viram no time-share uma saída para financiar a construção dos hotéis e tornar o negócio mais seguro financeiramente (hoje é mais comum grandes construtoras fazerem isso as empresas hoteleiras apenas operam o empreendimento).

Como funciona o Disney Vacation Club?

Como eu disse a Disney não vende diárias/datas, mas pontos. Quando você compra um contrato do DVC ele te dará direito a uma quantidade de pontos anuais, esses pontos você pode gastar como desejar: no hotel em que vc comprou seu contrato (assim como qualquer outra time-share), ou nos outros hotéis da rede DVC, em cruzeiros da Disney Cruise Line, em viagens com a Adventures By Disney ou ainda em hotéis da Disney e de parceiros ao redor do mundo.

Imagem: Disney

Cada hotel DVC tem sua tabela de pontos, assim como preços normais de um hotel, quanto maior ou mais luxuoso o quarto/apartamento, mais pontos ele vai custar por noite. Quando a Disney vai construir um novo hotel DVC ela calcula quantos quartos/apartamentos esse hotel terá e quanto pontos eles custarão por noite, multiplica isso pelos 365 dias do ano e ela terá o número de pontos que poderá vender para aquele hotel.

Todos os hotéis DVC possuem apartamentos ou chalés/bangalôs (tipo studio, 1, 2 ou 3 dormitórios) com cozinha e lavanderia, sempre com um ar mais de casa de férias do que de um hotel.

Quando você vai comprar um contrato DVC vc tem que calcular qual o tipo de quarto que você normalmente usa nas férias, a época do ano e a quantidade de dias que você tira férias, juntar essa informação com o custo de pontos do hotel DVC em que você pretende comprar o contrato e aí você terá a quantidade de pontos que precisa comprar (o site do DVC tem uma calculadora pra você fazer isso). O contrato terá seu custo inicial + a taxa de manutenção (que varia de acordo com o hotel que você escolher)

Exemplo: Um casal com dois filhos que tiram 1 semana de férias por ano e preferem a privacidade de apartamentos de 1 dormitório (as crianças dormem no sofá-cama da sala). Essa família prefere tirar férias no verão brasileiro/inverno americano.

Pela calculadora do DVC eles precisam de 200 pontos por ano.

Atualmente existem 3 hotéis DVC com vendas abertas e para esse contrato, os valores são os seguintes (custo inicial + taxa mensal de manutenção):

Copper Creek (Walt Disney World): US$40,007.55 + US$124.17

Riviera Resort (Walt Disney World): US$34,919.05 + US$138.50

Aulani (Havaí): US$34,615.56 + US$138.50

Valores de simulação, sujeitos a alteração.
Copper Creek
Riviera Resort
Imagens: Disney
Aulani

É importante notar que os contratos DVC valem por 50 anos a partir da data de inauguração do hotel. No caso dos hotéis que estão atualmente em venda esses contratos vão até 2068 para o Copper Creek, 2062 para o Aulani e 2070 para o Riviera Resort.

Benefícios de ser um membro DVC

Imagem: Disney

Ser um membro DVC lhe trás alguns benefícios, como:

  • Acesso a festas exclusivas nos parques e sem taxas extras, conhecidas como Moonlight Magic;
  • Acesso a produtos exclusivos para membros;
  • Acesso antecipado aos cruzeiros da Disney Cruise Line e viagens da Adventures By Disney;
  • Acesso a cruzeiros da Disney Cruise Line exclusivos para membros DVC;
  • Descontos em lojas e restaurantes dos complexos Disney (lista completa)

Disney Vacation Club vale a pena?

Essa é a grande pergunta de ouro, é uma pergunta que estou me fazendo há 2 anos. Você precisa calcular o quanto você gasta em nas viagens pra Disney e a frequência que você as realiza, por exemplo: se você viaja pra orlando a cada dois anos, uma família de 4 pessoas não precisa de um contrato de 200 pontos anuais, mas sim um contrato de 100 pontos. Outro ponto a se considerar é que os hotéis DVC são hotéis de luxo, e os mais caros da Disney, se você gosta de ficar nesse tipo de hotel, comprar um contrato DVC provavelmente lhe trará economia.

Outro ponto importante a se considerar é o valor imobiliário, muita gente comprou contratos DVC lá no começo dos anos 90 e por algum motivo quis vender (filhos cresceram ou algo do tipo) essas pessoas acabaram vendendo seus pontos por mais do que compraram, porque esses contratos se valorizaram. Mas assim como eles se valorizaram eles também podem cair, assim como o valor de uma casa.

Para nós brasileiros, outro ponto importante é o dólar, por exemplo, hoje um contrato vale muito mais do que valia no começo do ano, simplesmente porque o dólar subiu muito durante a pandemia.

Os valores que apresentei aqui são os valores praticados pela Disney, mas existe um mercado muito ativo de revenda de contratos DVC, você consegue alguns achados por lá e eles podem valer a pena. O ponto negativo de um contrato de revenda é que você perde alguns dos benefícios citados acima.

Disney Vacation Club é um investimento e precisa ser uma decisão muito bem estudada.

Duvidas?

Deixe suas dúvidas nos comentários ou em nossas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter.

%d blogueiros gostam disto: